O Centro de Operações da rede GigaCandanga (NOC) é situado no centro de Brasília e é responsável pela operação e monitoramento técnico da GigaCandanga. O monitoramento da rede é feito em escala 24x7 com equipamentos de alta tecnologia e por uma equipe especializada. A topologia física da rede possui atualmente 527 quilômetros de fibras ópticas e é composta por 8 concentradores que conectam todas as instituições ligadas à rede totalizando 50 pontos de acesso. Inicialmente a rede foi implantada apenas no Plano Piloto, estendendo-se posteriormente para outras regiões administrativas do Distrito Federal, dentre elas Gama, Brazlândia, São Sebastião, Planaltina e Ceilândia.
 
O NOC é operado pela empresa W7 Informática, que atua na configuração dos servidores e switches, no monitoramento do fluxo de dados e no suporte técnico para as instituições usuárias, tais como reparos nos equipamentos e nas fibras ópticas que conectam as instituições participantes. Segundo o coordenador do NOC, José Wilson Nascimento, são realizadas periodicamente inspeções em todos os segmentos da rede, garantindo a disponibilidade de conexão, além das intervenções planejadas a fim de proceder correções quando necessário. A estrutura técnica conta com equipamentos da Extreme, fabricante de ponta em equipamentos de rede, e também com ferramentas open source.
 
Dentre as ferramentas utilizadas pelo NOC, estão o Nagios, software que monitora em período integral toda a extensão da rede GigaCandanga, alertando em tempo real qualquer problema ou interferência no fluxo de dados; o Cacti, necessário para a disponibilização de gráficos dos dados monitorados, indicando o uso de banda das instituições e criando um registro e histórico do fluxo de dados; e o Weathermap que é um plug-in que disponibiliza, a partir dos dados monitorados, um mapa dos servidores e switches conectados à rede, possibilitando a visualização espacial dos pontos de conexão e o fluxo de dados entre os servidores conectados.
 
Entre os desafios de operação do NOC estão os constantes rompimentos dos cabos de fibras ópticas ocorridos devido a incidentes como queimadas, furtos e alterações nos postes pela companhia energética de Brasília. Apesar disso, a rede possui alta estabilidade, devido ao constante monitoramento e ao sistema de redundância da rede, possibilitando diversos caminhos para os dados chegarem ao mesmo destino. Além de redundância, a rede possui grande segurança com o auxílio de filtros e bloqueios, permitindo grande confiança e altíssima estabilidade aos usuários da rede.
 
O NOC da rede GigaCandanga tem como premissa seguir os padrões de qualidade da RNP, conectando instituições de ensino e pesquisa de todo o Distrito Federal com uma rede de alta velocidade e segurança.